COMPARTILHANDO A PALAVRA DE DEUS





NOSSA REDE - VÁRIAS PÁGINAS QUE OFERECE INFORMAÇÃO E EDIFICAÇÃO AOS INTERNAUTAS QUE PASSAM POR AQUI


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Palavras do passado para o tempo presente.

JEREMIS 13

O orgulho está acabando com a nação, que não ouve a voz de Deus.

Todos devem reconhecer a supremacia do Senhor e renderem-se à sua voz.

As profecias não ficaram perdidas no tempo, são: palavras do passado para o tempo presente.



O cinto 1-11
O cinto é uma peça do vestuário confeccionado com variados materiais. O cinto usado pelos sacerdotes era uma faixa feita de linho bordado.  Os soldados penduravam suas espadas no cinto.
Jeremias apresenta esse cinto estragado como se fosse o povo em um estado de deterioração, como peça do vestuário estragada é como se lhe faltassem parte de uma vestimenta muito importante e que poderia deixá-los envergonhados pelo fato de não tê-la.
Alem disso levando-se em conta que essa peça dar sustentação a outra peça de roupa, o fato de está estragado deixa o usuário sem confiança e até indefeso. Se levarmos em conta que ele teria que usar as mãos para segurar a peça de roupa, se for um soldado em batalha não poderia empenhar a espada e o escudo, certamente isso seria envergonhado, humilhado e até morto.
O Senhor não apresenta um cinto de material muito resistente como o couro, por exemplo, mas o linho que é uma erva e do seu caule se extrai  o linho para confeccionar tecidos finos. Um cinto feito tecido não resistiria muito tempo dentro d’agua.
Um dos desejos de Deus para com o seu povo é que deixem o seu orgulho 1-11.
O orgulho do povo consistia em não ouvir o que Deus falava. Deus queria dar uma roupa nova, mas eles preferiram colocar remendo novo em pano velho.
O cinto prende a calça ou outra peça qualquer, assim Deus desejava que o povo estivesse bem perto dele para ser o seu povo, e para lhe darem louvor e gloria. Mas não era isso que estava acontecendo.
O odre – (o vaso) 12-14
Deus não usa apenas a figura do cinto de linho para exemplificar o seu povo, ele usa também o odre (jarra ou pote de barro).
Eles poderiam responder que sabiam para que serve o odre, mais eles não estavam sendo um vaso de benção, de honra ao Senhor, estavam cheios, mas de orgulho.
Deus lhes encheriam da sua ira e os quebrariam, ele jogaria os vasos uns contra os outros, v,14.
Muitos são orgulhosos nos dias de hoje, Deus tem dado instruções, mas são soberbos não querem ouvir como naqueles dias. Endurecem o coração e seguem os seus próprios caminhos, v15.
Deus deixaria o povo bêbado, mas não de vinho, eles ficariam assim por causa da ira de Deus contra os pecados deles.
Orgulho e castigo 15- 17
Uma das grandes ignorâncias é a falta de humildade. A falta dela leva à morte, a ignorância cega, não deixa vê o quanto dependem de Deus.
Deus diz no v, 15: “Escutai, e inclinai os ouvidos, e não vos ensoberbeçais; porque o SENHOR falou. Sejam humildes, prestem atenção”.
A falta da humildade também não deixa o homem vê que é pecador e que existe apenas um que pode perdoar o pecado quando confessado.
Para confessar pecado é preciso humildade, mas hoje são poucos que querem admitir que estão errados, sem razão, é por isso que o mundo vai de mal a pior.
Não dão gloria ao Senhor e não reconhecem que ele é o único que tem razão em tudo que faz.
20-27 – O povo e as autoridades deles não precisavam passar por tamanha humilhação, pecaram, sim! Mas Deus lhes deu a oportunidade de se converterem do mau caminho. Perderam totalmente a moral, foram usurpados, fizeram aliança com o inimigo pensando que era amigo.
Olharão e verão os que eles pensavam serem seus amigos dominando acima deles como seus governadores.
Deus os espalhará como a palha que voa quando sopra o vento do deserto. V.24.
O Senhor disse que quando perguntarem o porquê disso... A resposta é: porque seus pecados são muitos, v, 21.
A falta de humildade não permitiu que confiassem em Deus, por isso seriam espalhados como a palha ao vento. Vergonha tomaria conta deles, pois Deus vai despi-los diante dos seus inimigos.
Mas, uma vez Deus compara o povo ao um animal irracional que anda em busca do que não conhece, sem se importar a quem pertence um povo que anda cego em busca dos deuses estranhos.
CONCLUSÃO:
Amados, vamos manter o cinto no lugar! Deus usou esse símbolo para dizer que devemos está presos a ele, que não devemos romper os laços que nos unem a ele. Devemos ouvir sempre o que ele fala, devemos saber que sempre podemos contar com o seu perdão toda vez que humildemente o procurarmos e confessarmos os pecados.
Que possamos ser um vaso cheio do precioso óleo do Espírito de Deus e não da soberba desse mundo. O importante para nós é que diferente de muitos que morreram na desobediência, nós estamos vivos e as mesmas oportunidade que aqueles tiveram, nós temos também.
 A oportunidade de termos um futuro diferente Deus dá no v, 15: “Escutai, e inclinai os ouvidos, e não vos ensoberbeçais; porque o SENHOR falou. Sejam humildes, prestem atenção”.
Sabei, pois, que o SENHOR separou para si aquele que lhe é querido; o SENHOR ouvirá quando eu clamar a ele, Salmo 4:3.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

NOS ACOMPANHE